Teoria e realidade no ensino do Direito do Trabalho: um relato de experiência na extensão universitária ‘Diálogos sobre o projeto de vida’

Autores

  • Emerson Victor Hugo Costa de Sá Auditor Fiscal do Trabalho. Professor de Direito do Trabalho. Mestre em Direito Ambiental pela Universidade do Estado do Amazonas. https://orcid.org/0000-0002-0367-3505
  • Caio Henrique Faustino da Silva Advogado. Professor de Direito do Trabalho. Mestre em Direito Ambiental pela Universidade do Estado do Amazonas. Mestre em História pela Universidade Federal do Amazonas.
  • Francisco Péricles Rodrigues Marques de Lima Auditor Fiscal do Trabalho. Professor de Direito do Trabalho. Mestre em Direito Ambiental pela Universidade do Estado do Amazonas.

DOI:

https://doi.org/10.33637/2595-847x.2021-96

Palavras-chave:

formação jurídica, metodologias ativas, educação problematizadora

Resumo

Analisa a utilização de metodologias ativas no ensino do Direito do Trabalho, a partir do relato de experiência do projeto, de extensão universitária, denominado ‘Diálogos sobre o projeto de vida’. Para tanto, aborda a importância da virada metodológica nos processos de ensino e aprendizagem, especialmente nas temáticas de cunho laboral, que demandam o aprofundamento do diálogo entre teoria e realidade; e apresenta a percepção de estudantes extensionistas quanto à experiência prática da extensão dentro do processo de formação jurídica. A proposta sugere a mudança no padrão de ensino jurídico, tradicionalmente pautado no modelo discursivo, em que o docente tem a função repassar conteúdo e os discentes funcionam como receptores e acumuladores de conteúdo. Buscam-se caminhos de melhoria na qualidade da formação acadêmica, com investimento na interatividade, participação e integração ativa do aluno no processo de ensino-aprendizagem. Nesse sentido, a percepção de acadêmicos participantes das ações de extensão relatadas demonstra o contributo do emprego de metodologias ativas para a interação socialmente relevante e o estímulo à postura autônoma, reflexiva e problematizadora, pautada na identificação e resolução de problemas cotidianos da comunidade. O estudo de caso desenvolveu-se a partir do método descritivo e das técnicas bibliográfica e documental, e as percepções dos discentes participantes da extensão universitária foram coletadas por meio de formulários não estruturados ao fim do primeiro ano de atividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-09-07

Edição

Seção

Artigos